Governo americano ainda não ocupou completamente a sua embaixada em Cuba

Nenhuma outra equipe de diplomatas vai ocupar por enquanto, a embaixada dos Estados Unidos que fica na capital de Cuba, segundo informações de um representante do governo. Desde os episódios que o governo norte-americano acredita que foram ataques aos seus diplomatas e de suas famílias, quando todos adoeceram, que somente um número mínimo de diplomatas americanos estão ocupando a embaixada em Havana.

O representante fez essas declarações e pediu para mão ser identificado, já que elas foram feitas antes da audiência que iria resolver sobre essas questões com os membros do subcomitê de relações internacionais, no Senado americano. Essa reunião foi feita para discutir como o Departamento de Estado do país, está resolvendo essas questões que envolveram a saúde dos diplomatas e dos seus familiares.

A audiência foi comandada por Marco Rubio, senador republicano que apesar de ser americano, apresenta origens cubanas e é um duro censurador do sistema político comunista cubano.

Apesar de Cuba não ter sido acusada de maneira formal, pelos fatos que acarretaram problemas de saúde em 24 diplomatas dos Estados Unidos e em suas famílias, o presidente Donald Trump fez declarações sobre o caso, afirmando que Cuba foi a causadora dos ataques sofridos pelos diplomatas.

Segundo informações do governo norte-americano, os diplomatas vinham há meses sentindo perdas auditivas, fadiga, problemas cognitivos e tonturas. As suas famílias também vinham apresentando esses mesmos sintomas e em setembro, o governo dos Estados Unidos resolveu deixar somente um número bem reduzido de diplomatas em sua embaixada em Havana.

Em consequência dos esforços do ex-presidente Barack Obama e também de Raúl Castro, presidente cubano, tentando estreitar os laços entre os dois países depois de muitos anos de rivalidades, o governo dos Estados Unidos reabriu  a sua embaixada em Havana, em 2015.

Mas esse período pacífico entre os dois países pode estar chegando ao fim, já que desde o início do mandato do atual presidente Donald Trump, ele tem declarado que o governo de Barack Obama cedeu em muitas questões relativas à Cuba. O atual governo americano está tomando atitudes que podem retroceder algumas decisões que foram tomadas pelo seu antecessor, deixando de lado todos os esforços feitos para que houvesse uma relação de amizade, entre esses dois países.

 

 

Author: VLBrazil