Materiais cirúrgicos podem estar sendo reutilizados no HC

Resultado de imagem para hospital das clinicas

Conforme informa a veja.com, a polícia federal do estado de São Paulo ainda esta fazendo investigações para apurar se realmente houve reutilização de materiais cirúrgicos no Hospital das Clinicas da capital.

Com a ajuda do Ministério Publico Federal, o Hospital das Clinicas de São paulo esta sendo investigado pela acusação de reutilização de matérias cirúrgicos considerados descartáveis.

Três funcionários do hospital são considerados suspeitos pela policia federal. Dois deles foram afastados pela direção da própria instituição de saudê, e um deles foi transferido para uma outra área do setor até que tudo seja esclarecido.

A notícia foi publicada pela revista Veja no mês de março, e depois disso as investigações tomaram curso. Durante o inicio das operações, a Vara Criminal da Justiça Federal de São Paulo estabeleceu a apreensão dos matérias cirúrgicos do hospital para que fossem analisados por uma pericia.

De acordo com testemunhas os materiais eram reusados porque o hospital não estava mais recebendo alguns utensílios considerados essenciais para a continuidade das atividades cirúrgicas. Porém a ação é erronia é pode causar danos sérios a saúde dos pacientes e até mesmo uma infecção que pode leva-lo a morte.

O juiz Sílvio César Arouck Gemaque acompanhou o caso de perto e pediu que o material recolhido fosse examinado devidamente. Ficou então comprovado que o material cirúrgico apreendido já havia sido utilizado outras vezes e se encontrava em aparência desgastada.

A Resolução RDC 515 é quem veda o reuso desses matérias. Juntamente com a Anvisa, a lei sanitária ficou determinada mais uma vez em fevereiro de 2016.

O caso só foi descoberto porque o Ministério Publico estava em ação no Hospital das Clinicas com a Operação Dopamina que investigava o superfaturamento na hora da compra dos equipamentos e matérias hospitalares.

Durante as ações ficou constatado por especialistas alguns procedimentos considerados negligentes por parte de alguns funcionários, e até mesmo por parte da administração do hospital.

Também esta em andamento uma investigação que tenta provar que os moldes cranianos estão sendo usados de modo indevido no próprio Hospital das Clinica. De acordo com uma nota da policia federal, os moldes não são esterilizados antes de serem usados.

 

 

Author: VLBrazil