Netflix teria dívida astronômica mesmo sendo bem-sucedida

Resultado de imagem para netflix

A Netflix está conquistando um espaço importante na vida de vários consumidores de streaming, com as suas séries originais, filmes exclusivos e um conteúdo que faz o seu cliente ter opções diversas independente do gênero em que curte. Com mais de 100 milhões de assinantes, a empresa mostra que tem uma presença sólida no mercado, as ações na Bolsa de Valores se mantêm em uma boa perspectiva e suas produções recebem prêmios. Ainda assim existe uma conta que não está fechando, uma dúvida de bilhões de dólares que está poderia estar assustando uma empresa que está com todos os pontos positivos para progredir.

Durante o mês de julho a Netflix conseguiu a alcançar a quantia de 104 milhões de assinantes, o que demonstra um progresso de 25% em relação ao ano passado, e de quatro vezes mais do público que tinha há 5 anos, do total do número de assinantes, a metade está localizada nos Estados Unidos. No horário nobre, mais de um terço do que é baixado vem da Netflix nos EUA. Depois do canal a cabo HBO, a empresa tem o maior número de indicações ao Emmy em 91 produções.

Com todos os pontos fortes que a Netflix possui, ainda pode existir uma conta que não fecha. De acordo com uma publicação realizada no jornal Los Angeles Times, a distribuidora de streaming acumulou uma dívida de 20 bilhões de dólares, conforme constatado em uma investigação sobre a empresa os valores seriam referentes a direitos de distribuição de conteúdo.

Em uma resposta aos dados contidos na publicação a Netflix contestou a veracidade das informações. Em resposta à BBC Mundo, o serviço em espanhol da BBC, não existe a dívida que foi mencionada na publicação do jornal Los Angeles Times.

De acordo com a Netflix: “A nota do Los Angeles Times calcula nossa dívida de forma errada, ao contabilizar nossas obrigações de difusão (por exemplo, os contratos de conteúdo com os estúdios) como US$ 15 bilhões de dívida, mas não é assim. A cifra correta é uma dívida total de US$ 4,8 bilhões (nosso valor de mercado é de US$ 75 bilhões). Os US$ 15 bilhões são despesas pelo conteúdo futuro que aparecem no extrato da conta. Cada rede de TV a cabo e plataforma de transmissão com acordos de direitos de distribuição utiliza a mesma estrutura”.

 

Author: VLBrazil