O consumo de carnes processadas agrava em 76% os sintomas da

Resultado de imagem para asma

Um estudo publicado no Thorax, revelou que o consumo de carne processada aumenta os sintomas da asma, podendo tornar mais grave a doença. A revelação feita por pesquisadores franceses, utilizou dados médicos e de hábitos alimentares de pacientes com problemas respiratórios. A conclusão de todas as análises revelou que o consumo de até quatro vezes ao mês da carne processada, eleva os sintomas da asma.

A carne processada corresponde ao grupo dos embutidos, como salame, presunto, mortadela, linguiça, entre outros. Não é a primeira vez que esses alimentos são alvos de estudos e de ligações com doenças. Outras pesquisas já apontaram que o consumo de embutidos contribui para o desenvolvimento de câncer. Isso tudo porque eles contém grandes quantidades de aditivos químicos que são potencialmente prejudiciais à saúde, como é o caso da salsicha, que diminui a vida de uma pessoa em 15 minutos por salsicha consumida.

Segundo os pesquisadores, o principal fator para esse problema está na composição desses alimentos. Os embutidos, ou as carnes processadas, são ricas em nitritos, uma substância que causa diversas inflamações, dentre elas a das vias aéreas. O estudo analisou dados de 971 adultos, levando em conta o peso, os costumes alimentares e os sintomas de asma. Os dados foram coletados entre 2011 e 2013. Além dessas informações, os pesquisadores verificaram alguns fatores de influência no agravamento dos sintomas, como o tabagismo, a idade, e a prática regular de atividade física.

A conclusão do estudo liderado pelo pesquisador Zhen Li do Hospital Paul Brousse, revelou que os asmáticos elevam em 76% os sintomas da doença ao consumir as carnes processadas. Através das análises e de várias comparações, os pesquisadores definiram que o consumo de embutidos é altamente prejudicial, ainda mais para quem já sofre com algum problema respiratório, em especial a asma. Além dos embutidos, o excesso de peso ou a obesidade, também agravam os sintomas da doença em 14%.

Os pesquisadores utilizaram os dados e observações para concluir os resultados. Sendo assim, eles afirmam que não existe conclusões 100% concretas em relação a causa e o efeito. No entanto, eles destacam que a quantidade de dados analisados foi grande, por isso o resultado do estudo deve ser considerado como embasamento científico. Além disso, eles avaliam que a ciência deve se dedicar a estuar melhor as consequências do consumo de embutidos no agravamento de doenças como a asma. Eles relataram: “Essa pesquisa estende o efeito deletério da carne curada em adultos com o problema respiratório e fornece uma abordagem analítica inovadora sobre o papel da dieta em relação à asma”.

Para se ter uma ideia do quanto um determinado alimento pode ser prejudicial à saúde, é só analisar a sua composição. A maioria dos alimentos industrializados que utilizam aditivos químicos, serão prejudiciais à saúde humana, pois não derivam da natureza. Já o oposto disso poderá ser encontrado diretamente na natureza, através de uma alimentação orgânica e saudável.

 

 

Author: VLBrazil