Papa Francisco se manifestou contra o ataque químico na Síria

Resultado de imagem para papa francisco

No dia 5 de abril, no tradicional discurso na Praça São Pedro no Vaticano, o Papa Francisco falou sobre o ataque na Síria. Aos fiéis na Praça São Pedro, o papa Francisco falou da sua indignação: “Assistimos horrorizados aos eventos na Síria. Exprimo a minha depuração pela inaceitável chacina que aconteceu ontem na província de Idlib, onde foram mortas dezenas de pessoas entre elas tantas crianças”, disse o Papa Francisco em discurso um dia após o ataque.

“Rezo pelas vítimas e pelas famílias e faço um apelo as consciências dos que tem responsabilidades políticas para que ponham um fim a tragédia Síria e deem um pouco de alívio aquela população massacrada por uma guerra que dura tempo demais”, diz o papa. Francisco encorajou os que ajudam a região a continuar mandando doações.

As mortes na Síria desviaram a atenção do assunto principal da conferência sobre o futuro do país que está aconteceu em Bruxelas, na Bélgica. Em vez de focar na ajuda humanitária aos refugiados e na reconstrução da Síria, as críticas ao governo de al-Assad tomaram conta do encontro.

Os representantes dos 70 países fizeram um minuto de silêncio pelas vítimas. As tentativas internacionais de acabar com a guerra têm sido insuficientes evidenciando a incapacidade das potenciais regionais e globais de se chegar a um acordo de paz. As Nações Unidas tentam conseguir 8 bilhões de dólares para essa tragédia humanitária sem igual. A guerra na Síria entrou no sétimo ano.

O papa também lembrou do recente ataque a São Petersburgo e disse: “Expresso a minha proximidade espiritual aos seus familiares e a quantos sofrem por causa destes dramáticos acontecimentos”. Procurou em todo o discurso palavras de conforto e incentivo às vítimas dos horríveis incidentes do começo do mês de abril.

Segundo testemunhas o ataque aconteceu no horário local por volta de 6h30 da manhã e fez várias vítimas. Hussein Kayal, uma das testemunhas do horrível ataque, relatou à agência Nacional de notícias Associated Press, que ficou muito assustado ao acordar com o som de uma forte explosão e ao chegar ao local da explosão afirmou não ter sentido cheiro de nada suspeito, mas observou muitas pessoas caídas sobre o chão.

“Segundo os sistemas de monitoramento aeroespacial da Rússia, nesta terça-feira, entre as 11h30 e as 12h30 (hora local), a aviação Síria efetuou um bombardeio nos arredores de Khan Sheikhun contra um depósito de munição dos terroristas”, relatou o chefe de defesa da Rússia, Igor Konashenkov.

“Estas instalações continham fábricas para produzir projéteis carregados com agentes tóxicos. A partir desse grande arsenal (os rebeldes) entregavam armas químicas a milicianos no Iraque”, afirmou Konashenkov. Não se sabe de quem realmente é a autoria do ataque, mas todas as suspeitas recaem sobre a Rússia.

 

Veja também: 10 coisas que podemos fazer para contribuir para a paz.

 

Author: VLBrazil